Dicas para o B-Army arrasar na redação do ENEM!

Por: Painel Como Fazer

Revisão: Ana Karolyne O. Monteiro


Olá, B-ARMY! As provas do ENEM se aproximam e com elas aquele frio na barriga, não é mesmo? Sabemos que esse é um momento muito tenso na vida de muitos vestibulandos e vestibulandas, então viemos até aqui para tranquilizá-los e ajudá-los com um dos tópicos mais espinhosos da prova: A REDAÇÃO!

No exame atual, os alunos e alunas devem “redigir um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um tema de ordem social, científica, cultural ou política” (Ministério da Educação, 2023). Basicamente, vocês devem defender um ponto de vista sobre o tema proposto com base em argumentos consistentes, de forma clara e objetiva. Nessa estrutura, o estudante também deve apresentar uma proposta de intervenção social para o problema apresentado que respeite os direitos humanos. Olhando assim, parece assustador, certo? Mas calma, vamos prestar atenção nos detalhes!

Em primeiro lugar, o que é uma prosa? Um texto em prosa possui uma estrutura formada, basicamente, por parágrafos compostos por períodos simples. Esse tipo de texto difere, por exemplo, de um poema, que é composto por versos que unem rimas e musicalidade. Um texto dissertativo-argumentativo, por sua vez, é aquele que se organiza na defesa de um ponto de vista sobre um determinado assunto. Ele é fundamentado em argumentos a fim de influenciar a opinião do leitor, tentando convencê-lo de que a ideia defendida está correta (Ministério da Educação, 2023). Resumidamente, ele é argumentativo porque defende um ponto de vista, uma opinião, e é dissertativo porque utiliza explicações (informações, fatos e opiniões) para justificá-lo (Ministério da Educação, 2023).

A preparação dos textos é importante, e os vestibulandos e vestibulandas devem estar atentos à modalidade de escrita formal da língua portuguesa. Em linhas gerais, usar a escrita formal implica abandonar qualquer registro de linguagem informal ou marcas de oralidade. Por isso, não use, de forma alguma, gírias ou expressões do nosso cotidiano, principalmente aquelas que estamos acostumadas a ver nas redes sociais, ok?

Nesse quesito, os avaliadores analisam se o estudante está seguindo as convenções de escrita (acentuação, ortografia, separação silábica, etc), as convenções gramaticais (concordância verbal e nominal, emprego correto de pronomes, crase) e, por fim, a escolha de vocabulário adequado, isto é, um vocabulário que seja apropriado ao contexto e ao tema propostos.

Estrutura básica da redação

  • Introdução: o início da redação consiste  em uma apresentação breve do tema a ser discutido e do argumento a ser desenvolvido no restante do texto, que é chamado de “tese” da redação. A tese é basicamente uma frase que resume o que será defendido no desenvolvimento da redação.

  • Desenvolvimento: como o nome bem sugere, nesta seção do texto (que deve ocupar aproximadamente 3 parágrafos) é necessário desenvolver as ideias apresentadas brevemente na introdução. Durante o desenvolvimento, é útil fazer uso de estatísticas, exemplos e analogias para dar suporte ao argumento da tese.
  • Conclusão:  é o momento de retomar as ideias dispostas no desenvolvimento e expor de forma clara e concisa a proposta de intervenção. Tenha clareza no momento da proposta de intervenção e opte por medidas concretas e tangíveis, indo além de proposições vagas do tipo “é necessário investir na educação”.

 Para ter bons argumentos e conseguir expor suas ideias de forma objetiva, é importante seguir algumas dicas:

1) Pratique sempre que possível.

A escrita, como qualquer outra habilidade, precisa de prática. Escrever sobre variados temas ajuda a organizar as ideias e torna a argumentação mais fluida. A dica é separar um período dos seus estudos para exercitar a escrita. Isso ajuda não só a fixar conteúdos e maneiras de conectar argumentos, como a entender e praticar a estrutura básica da redação (Introdução, Desenvolvimento e Conclusão).

2)Mantenha-se por dentro dos temas da atualidade.

Meio ambiente, segurança, direitos humanos, conflitos internacionais, tecnologia e o impacto das redes sociais em nosso cotidiano, são alguns dos temas que podem surgir em uma redação do ENEM. Por esse motivo, é importante manter-se sempre atualizado, seja assistindo filmes, séries na Netflix, ou acompanhando notícias pelo Twitter (X). Quanto mais conhecimento você adquirir, mais estará preparado para escrever a redação.

A presença de um repertório sociocultural é um dos requisitos avaliados na redação. Esse repertório é caracterizado como “uma informação, um fato, uma citação, ou uma experiência vivida que, de alguma forma, contribui como argumento para a discussão proposta” (Ministério da Educação, 2023). Ou seja, é válido citar um evento do qual o BTS participou, por exemplo, desde que ele esteja conectado ao tema da redação e contribua para a sua argumentação apresentada ao longo do texto.

Portanto, leia com atenção a proposta da redação e os textos motivadores. Depois, reflita sobre o tema apresentado e como você vai abordá-lo. O mais importante é conectar as informações que são apresentadas com o conhecimento que você adquiriu nos seus estudos.

4) Seja criativo, mas evite generalizações.

Ao propor uma intervenção para o problema apresentado, evite dizer coisas como “a educação é importante” ou “respeitar os direitos humanos é essencial”. O mais importante ao usar expressões desse tipo é explicar os motivos que tornam esses temas essenciais para a vida em sociedade e como eles contribuem para a defesa do seu ponto de vista. Este é, afinal, o fundamento de um texto dissertativo-argumentativo. 

Vejamos um exemplo: ao sugerir a educação de jovens sobre o uso das redes sociais como proposta de intervenção , por exemplo, é fundamental que você enfatize que tal abordagem é necessária para que eles  não fiquem vulneráveis e se tornem vítimas de violências cometidas por abus@dores ou, ainda, que caiam em links maliciosos. Assim, você consegue apresentar uma estratégia concreta de enfrentamento ao problema e exerce seu papel de cidadão.

4) Escreva sem enrolar

Mostrar que você tem um bom domínio sobre a língua portuguesa usando expressões e apresentando um vocabulário extenso é sempre bom, mas isso não significa que você deve escrever difícil. Pela estrutura da redação e pelo tempo disponível, o mais importante é que você transmita suas ideias de forma objetiva.

5)Saiba administrar o tempo de prova

Por mais que a redação seja essencial, também é preciso encarar as outras 90 questões no mesmo espaço de 5:30 horas. Embora pareça muito tempo, é preciso pôr em conta o desgaste que a prova gera, ainda mais com o seu grande volume de leitura. A recomendação de Luiza Tenente (2022), repórter especializada em educação, é não passar mais de 1h30 na dissertação, alternando sua atenção entre a sua escrita e as demais questões

6) Faça uma proposta de intervenção que seja possível

Já na conclusão da redação, é preciso que seja redigida uma proposta de intervenção viável que respeite os direitos humanos (Ministério da Educação, 2023, p. 21). Para isso, é preciso responder a algumas perguntas, tais como: quem seria o agente responsável pelo projeto?

Uma questão tão simples como essa foi um erro comum entre os estudantes das últimas edições do ENEM, uma vez que eles elaboraram propostas em que o agente era um órgão público que tinha deixado de existir. Com a virada do governo Bolsonaro para o Lula, novas mudanças na organização do Poder Executivo foram promovidas, por isso uma rápida leitura sobre esse tema pode ser de grande auxílio. 

Indicação de leitura: órgãos do Governo Federal  

A proposta deve ser concreta, específica ao tema e consistente com o desenvolvimento de suas ideias. Como dito anteriormente, você deve apresentar não apenas o ator social que pode implementá-la como o meio de execução da ação e o seu efeito ou finalidade (Ministério da Educação, 2023).

Vejamos, então, um modelo de conclusão que pode  ser preenchido nos espaços em branco de acordo com o tema da redação.

Exemplo: “Portanto, conclui-se que uma forma de promover __________ é por intermédio de mecanismos socioeconômicos. O governo federal, responsável por garantir o Estado de bem-estar social, deve __________ por meio de __________, visando __________ e assegurar o exercício da cidadania por esses indivíduos plenamente.”

Modelo preenchido com o tema do ENEM 2019: “Portanto, conclui-se que uma forma de promover a democratização do acesso ao cinema no Brasil é por intermédio de mecanismos socioeconômicos. O governo federal, responsável por garantir o Estado de bem-estar social, deve disseminar a cultura nas regiões periféricas e de baixa renda por meio de construções de cinemas de uso público, visando facilitar a locomoção dos cidadãos e assegurar o exercício da cidadania por esses indivíduos plenamente.”

Por fim, algumas recomendações de OURO:

  • Use e abuse do espaço para rascunho para planejar seu texto. O rascunho não é levado em consideração pelos avaliadores, então é nele que você pode rearranjar parágrafos, repensar expressões e até desenhar alguma coisa se for ajudar na sua concentração. É proibido qualquer tipo de rabisco (tirando rasuras) e desenhos na folha oficial de redação, então se atente a isso;
  • Leia os textos de apoio com cuidado e reflita sobre as informações ali disponibilizadas. Os textos de apoio frequentemente deixam pistas de possíveis argumentos a serem elaborados na redação, além de disponibilizarem dados que podem ser retomados durante o desenvolvimento do texto;
  • Escreva sua redação com letra legível, pois um texto incompreensível devido à letra ilegível receberá nota zero;
  • Evite reescrever partes dos textos motivadores em sua redação. Isso pode configurar plágio e você pode perder pontos ou ter sua redação anulada.

É isso aí, B-ARMY! Agora é com vocês! Tendo essas dicas em mãos, use o exemplo abaixo para praticar um pouco mais e exercite, junto com a escrita, a sua identidade ARMY 💜

Texto 1: “Um relatório produzido pelo movimento Stop AAPI Hate indicou que, entre março de 2020 e dezembro de 2021, um total de 10,905 incidentes de ódio contra pessoas asiáticas americanas e das ilhas do Pacífico (AAPI) foram reportados. (…) Entre os relatos, o assédio verbal representa a maior parte dos casos (63%). A agressão física é o segundo tipo de crime mais praticado (16,2%), seguido pela evasão deliberada — rejeição à AAPIs (16,1%).”

Fonte: B-Armys Acadêmicas, 6/7/2022. Disponível em: https://barmysacademicas.com.br/como-fazer/5133/

Texto 2: “O BTS se juntará ao presidente Joe Biden na Casa Branca na próxima terça-feira, 31 de maio, em comemoração ao Mês da Herança de Americanos Descendentes de Asiáticos (AA) ou de Povos das Ilhas do Pacífico (NHPI). Durante a visita, o grupo pop sul-coreano participará de uma discussão sobre inclusão e representação asiática, bem como o aumento de crimes de ódio e discriminação anti-asiáticos, de acordo com um comunicado divulgado pela Casa Branca nesta quinta-feira, dia 26 de maio

Fonte: Revista Rolling Stone, 26/5/2022. Disponível em https://rollingstone.uol.com.br/politica/bts-e-convidado-de-joe-biden-na-casa-branca/

Dica: dê uma olhada no conteúdo que o Painel Como Fazer publicou sobre esse assunto aqui. Agora, escreva um texto dissertativo-argumentativo, em aproximadamente 30 linhas, sobre um dos temas a seguir:

a)“O impacto da discriminação contra imigrantes e formas de combatê-la.”

b)“A participação de artistas em agendas políticas e outros caminhos para tornar o debate público mais acessível para os jovens”

Referências

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MUITO MAIS

Bangtan Universe
A Narrativa Visual Na Linguagem Cinematográfica De Matrix No MV N.O do BTS

Acerca de algumas discrepâncias históricas, que não nos parecem estar de acordo com os princípios que tanto falamos e ouvimos em nosso meio social, devemos manter nossas dúvidas guardadas dentro de uma prateleira e esperar elas serem reveladas? Ou ainda devemos manter um senso crítico e questionador, que para uma sociedade moralista, o seu posicionamento seja subjugado como “rebelde e imprudente”?

Leia Mais
Bangtan Universe
Os sonhos de resistência e a Revolução dos Bichos contra as imposições coletivas

Em suma, “A revolução dos bichos” faz críticas à regimes totalitários e aponta a hipocrisia dos governantes que burlam as regras para benefício próprio. Observa-se que o livro demonstra os jogos de poder dos porcos, critica a censura e a manipulação das massas que ocorre com os animais. A educação mostra-se como um fator determinante na sociedade do livro, pois auxilia na compreensão da política e traz mais oportunidades.  

Leia Mais