Stay Gold: Semelhanças Visuais – Cores frias

BTS (방탄소년단) ‘Stay Gold’ Official MV

Juliana Follador e Kimberly Mello
Revisado por: Laís e Naomi
2ª Revisão por: Ariely Medeiros e Mariana Castro

Olá, visuais do BAA! Como vocês têm passado? Esperamos que estejam bem! Hoje quem escreve o texto explicando melhor sobre temas como cenário, escala de cores, iluminação, enquadramento e outras informações técnicas sobre “Stay Gold” e “Fake Love” são Juliana e Kimberly.

Então, a partir daqui vamos construir uma narrativa visual com base naquilo que vemos e compreendemos nos vídeos. 

Por que grande parte do fandom sentiu que “Stay Gold” lembra muito “Fake Love”? Sugerimos que, antes de mais nada, assista a ambos os MVs e tente identificar o que eles têm em comum.

Stay Gold

Fake Love

Depois de assistir aos vídeos, você conseguiu concluir alguma coisa? Tudo bem se a resposta for não, pois iremos te ajudar a compreender melhor a mensagem visual transmitida pelos clipes.

A princípio, essas percepções são bem subjetivas quanto ao que cada um irá correlacionar entre os MVs, mas o que discutiremos hoje se resume na apresentação de algumas semelhanças entre os elementos visuais que compõem ambos os clipes e os tornam similares, criando essa sensação de “Nossa, esse MV me lembra muito o outro”.

Nos assuntos abordados pelo painel Visual, as análises sobre as narrativas do Bangtan Universe (BU) não serão desenvolvidas, pois esse papel já é realizado pela Prateleira, que contém uma equipe com conhecimentos voltados para a área de linguagens. Aqui nós iremos mostrar a técnica por trás da construção das filmagens, que são os assuntos que dominamos com propriedade.

Começaremos pela cromia – conjunto de cores – na qual parte da paleta de cores escolhida para “Stay Gold” é muito semelhante à utilizada em “Fake Love”: cores que variam entre um verde “musgo”, um verde “ferrugem” e alguns tons de bege que diferem em suas tonalidades, alterando completamente a sensação transmitida entre os dois clipes.

Na linguagem audiovisual, as cores que compõem o quadro, elementos que são captados pela câmera durante a filmagem (ex. imagem 01 e 02), possuem a função de transmitir sentimentos e sensações ao espectador de forma que as intenções do diretor sejam transmitidas de maneira clara, porém subjetiva. 

É neste momento que a psicologia das cores interage com o audiovisual, sendo a base para a escolha da paleta que predominará na construção da direção de arte e fotografia. Observe as imagens a seguir e reflita quais as sensações que elas te transmitem:

Imagem 01 – Jungkook encostado na parede de um ambiente estreito e com pouca iluminação, apresenta um semblante melancólico, cenário com cores escuras e frias.
Fonte: Reprodução MV Stay Gold
Imagem 02 – Jungkook se protegendo contra a água que estava indo na sua direção, apresentando um semblante feliz e cenário com cores claras e quentes.
Fonte: Reprodução MV Stay Gold

O primeiro quadro (imagem 01) apresenta um ambiente em que predomina a temperatura de cor fria¹, a pouca iluminação e a presença de tons de verde e azul, que, ao serem combinadas, transmitem a sensação de que Jungkook, personagem da cena, está em um ambiente sombrio, calmo, triste e solitário. Em contrapartida, o segundo quadro (imagem 02) apresenta uma iluminação dura, simulando um dia ensolarado que, em conjunto com a temperatura de cor quente², transmitem a sensação de que o Jungkook está em paz, feliz e em um ambiente aconchegante.

Então é possível perceber que, além das cores frias usadas em “Stay Gold” e em “Fake Love”, ambos apresentam semelhanças de enquadramento em alguns takes — filmagens feitas por partes —, conforme as imagens de Yoongi abaixo.

Imagem 03 – Yoongi em “Stay Gold”,  em um ambiente sujo e abandonado, com cores frias, sentado em uma cadeira centralizada no enquadramento de câmera, com o semblante melancólico.
Fonte: “Reprodução do MV de Stay Gold
Imagem 04 – Yoongi em “Fake Love”, num ambiente sujo e abandonado, com cores frias, sentado numa cadeira centralizada no enquadramento de câmera, com um semblante melancólico.
Fonte: Reprodução MV Fake Love
  • Paleta predominante: fria e terrosa (tons de verde e marrom);
  • Enquadramento: central;
  • Estética do cenário: sujo e destruído;
  • Objetos em cena: jogados e abandonados;
  • Iluminação: pouca e fraca.

O aspecto da cenografia de ambos os MVs é o mesmo: construções abandonadas e/ou destruídas, que são feitas para provocar a reflexão e o desconforto visual, mesmo que seja de forma involuntária. O personagem de Yoongi está dentro de um ambiente caótico, com os objetos de cena³ jogados no chão sujo e as paredes descascando.

Entretanto, apenas a paleta de cores do cenário construído no estúdio não é suficiente para construir o mood — sensação do ambiente que é passado em vídeo — completo dos clipes. As cenas inseridas nos MVs são resultados de uma construção de vários fatores:

  • O Roteiro e Pranchas: onde estão especificados todos os detalhes narrativos e técnicos das filmagens (itens abaixo);
  • A Cenografia: cenário selecionado pela direção de arte, juntamente com objetos de cenas e cores a serem utilizadas;
  • O Figurino: roupas utilizadas pelos personagens para dar sentido ao que foi definido pelo Roteiro;
  • A Iluminação: tipo de iluminação selecionada pela direção de fotografia para possibilitar a captação da imagem pela câmera;
  • A Câmera: capta a cena utilizando os 3 pilares da fotografia: a abertura do diafragma (ferramenta que regula a quantidade de luz que entra na câmera); a velocidade do obturador (o tempo em que o obturador permite que a luz entre na câmera); ISO (sensibilidade de captação de luz da câmera). Entenda um pouco mais desses elementos aqui;
  • Lentes: tipos de lentes anexadas às câmeras para captação de imagem que permitem que uma imagem tenha mais ou menos desfoque e/ou deformam a cena dando a impressão de um espaço maior ou menos.
  • Montagem: fase de edição das cenas para criação de sentido e transmissão de sensações. 
  • Colorização: fase onde acontece os retoques de cor, ou filtros aplicados para entrega do resultado final. 

Observe os exemplos abaixo. Neles são apresentados, na imagem 05, o espaço cenográfico bruto, sem efeitos visuais, e depois, na imagem 06, o mesmo cenário com todas as configurações citadas acima.

Imagem 05 – Cenografia de “Stay Gold” montada sem efeitos aplicados na imagem 
Fonte: https://www.instagram.com/p/CB8v0oIJmi5/, acesso em 10 de julho de 2020.
Imagem 06 – Cena retirada do MV de “Stay Gold” já com efeitos de câmera aplicados.
Fonte: Reprodução do MV de Stay Gold

Percebe que todo o clima que envolve o resultado final da filmagem é de extrema importância para que a mensagem do MV, atrelada à música, seja passada? É necessário que essas linguagens se comuniquem. Em seguida, temos outro exemplo, retirado do Instagram de uma das diretoras de arte responsável pelo cenário de “Fake Love”. Repare como existe uma diferença entre o que se vê a partir da foto que Bona Kim registrou e o que está na tela da câmera utilizada para a gravação do MV.

Imagem 07 – Filmagem de “Fake Love”
Fonte: https://www.instagram.com/p/Bi6qbOOFpQ9/, acesso em 10 de julho de 2020.

Na imagem 07, o cenário original mostra um ambiente com tonalidades avermelhadas mais estreito e não tão vibrante quanto a tela da câmera que captura a imagem, que está com tonalidade mais azulada e apresentando um ambiente mais amplo do que o original. Isso acontece devido à utilização dos pilares da fotografia (que possibilitam maior ou menor entrada de luz na câmera), o controle de branco (que aplicou temperatura à imagem para uma colocação mais quente ou mais fria) e lente utilizada (que possibilitou a expansão do espaço).

Durante a fase de pré-produção, o diretor, juntamente com os diretores de arte e fotografia, definem as melhores composições de cores, moods e formas de realizá-las. Bem como a construção do cenário e figurino, de responsabilidade do diretor de arte e a preparação de iluminação, enquadramentos, lentes e configurações de câmera, de responsabilidade do diretor de fotografia. 

No exemplo a seguir, observem como o corredor que Jungkook corre aparenta ser maior do que realmente é na filmagem final:

Imagem 08 – Foto retirada pela diretora de arte, Bona Kim, do cenário finalizado.
Fonte: https://www.instagram.com/p/Bi6qbOOFpQ9/, acesso em 02 de julho de 2020
 Imagem 09 – Cena retirada do MV de “Fake Love”
Fonte: Reprodução do MV de Fake Love

As lentes utilizadas, com diferentes distâncias focais, permitem criar uma sensação de maior profundidade nos cenários. Na imagem 08, a foto foi retirada do Instagram da diretora de arte para mostrar o cenário finalizado e, na imagem 09, a câmera pendurada na parede esquerda se encontra quase que na mesma posição da imagem 08. A diferença é que o último plano, da janela, parece estar bem mais distante do ponto de vista do espectador, dando a sensação de um corredor mais longo do que realmente é, além do desfoque no primeiro e último planos, o que dá destaque apenas à personagem da cena. 

Vale lembrar que estamos pincelando as características semelhantes de ambos os MVs e, por isso, ainda terão muitos assuntos que não conseguiremos abordar neste primeiro texto (porém, manteremos essas anotações de lado, guardadinhas, e o retomaremos futuramente de alguma forma). Com isso, é importante ressaltar que se você tiver alguma informação que ache relevante, conte para a gente! O painel Visual sempre estará aberto para novos olhares!

Outra forma interessante de relacionar os clipes é através da utilização de elementos como a água e a luz: em “Fake Love” temos a cena na qual Jimin, personagem principal da tomada, encontra-se centralizado no quadro diante de  uma parede com água irrompendo por ambos os lados.

 Imagem 10 – Jimin está centralizado no enquadramento, rodeado pela água que irrompe da parede atrás de si e inunda a sala.
Fonte: Reprodução do MV de Fake Love

A mesma sensação de desconforto visual pode ser obtida através da cena na qual Jin está deitado em um colchão rodeado por muita água e um ambiente caótico e destruído. Na realidade, ambos os MVs têm toda a construção cenográfica trabalhada da mesma maneira.

Imagem 11 – Jin no foco central, deitado no colchão que está rodeado de água.
Fonte: Reprodução MV Stay Gold

Assim como a água, os feixes de luz podem trazer uma conexão entre os clipes, como ocorre nas cenas de Taehyung e Yoongi.

 Imagem 12 – Taehyung sentado no canto da sala com livros ao seu redor e uma fonte de iluminação vinda da esquerda.
Fonte: Reprodução MV Stay Gold
 Imagem 13 – Yoongi quebrando o violão, iluminado por uma fonte de iluminação natural vinda da janela do lado esquerdo da imagem.
Fonte: Reprodução MV Fake Love

Em seguida, refletiremos sobre a cor bege utilizada em algumas cenas de ambos os MVs e que pode ser considerada uma semelhança visual, devido aos tons serem quentes e muito próximos. Contudo, iremos mostrar que, por mais que em ambas as imagens seja visível a presença de cores quentes e iluminação dura, criando sombras mais demarcadas, a forma com que elas foram utilizadas alterou completamente os sentidos e as sensações transmitidas pelas cenas, conforme as imagens abaixo.

Imagem 14 – Jin em “Fake Love”, postura convidativa olhando direto para a câmera.
Fonte: Reprodução MV Fake Love
 Imagem 15 – Jin em “Stay Gold”, lendo um livro, com semblante calmo e feliz.
Fonte: Reprodução MV Stay Gold

Na imagem 14, retirada de “Fake Love”, a cena está com uma coloração mais voltada para o amarelo que, acompanhada do semblante preocupado de Jin, antecipa o caos que está por vir. Isso pode ser compreendido a partir do conjunto de sensações expressas pela atuação dele, atrelada ao mood quente e desconfortável causado pelas cores escolhidas. Já na imagem 15, a cena possui tons pastéis, com fundos rosados e dourados, juntamente com a expressão calma de Jin, sugerindo conforto, aconchego e felicidade.

Outro exemplo do mesmo caso pode ser observado nas imagens 16 e 17. Na primeira cena (imagem 16), Jin está no centro de uma sala vazia, envolto por uma explosão em um cenário monocromático, utilizando de luz dura⁴ (representando o sol externo) para causar sombras nos fragmentos que estão sobrevoando o quadro. Tais elementos resultam em um sentimento doloroso de sufocamento e solidão. 

Imagem 16 – Jin em “Fake Love”, em meio a janelas explodindo e muitos detritos sendo jogados para o centro da imagem.
Fonte: Reprodução MV Fake Love

Em contrapartida, na segunda cena (imagem 17), o BTS está reunido em um cenário que simula um jardim/quintal, com fitilhos de festa voando e uma coloração pastel superexposta⁵, sendo estes iluminados por uma luz dura (também representando o sol), que remete, desta vez, a “um dia feliz e ensolarado com os amigos”, transmitindo ao espectador uma sensação de felicidade e apresentando a possibilidade desta cena representar um sonho, como sugerida pela letra de “Stay Gold”: “Continue brilhando, mesmo em seus sonhos, continue brilhando, vou te encontrar.”

 Imagem 17 – Reprodução do MV de “Stay Gold”, no qual o BTS está se divertindo no clipe, cada um realizando uma atividade diferente e suas expressões são de felicidade, alegria, e calma.
Fonte: Reprodução MV Stay Gold
Gif 1 – Movimento de câmera no MV de Stay Gold
Gif 2 – Movimento de câmera no MV de Fake Love

Para finalizar, ambos os MVs possuem uma transição de espaços através do movimento de câmera denominado travelling vertical⁶, utilizando a mesma técnica de construir um ambiente em cima do outro (como na imagem 20) e percorrer com a câmera em movimento vertical de cima para baixo, transitando de um cenário para outro de forma mais suave.

 Imagem 20 – Foto retirada pela diretora de arte, Bona Kim, do cenário em construção. Fonte: https://www.instagram.com/p/CCEj259D8MG/, acesso em 02 de julho de 2020.

Considerando o que foi analisado, concluímos que a linguagem e abordagem visual de ambos os MVs ocorrem de  modo muito similar e, devido a isso, automaticamente criamos essas conexões e presumimos que tudo está interligado de alguma forma. Mas isso deixaremos para os criadores de teorias, não é mesmo? E você, conseguiu compreender um pouco melhor a construção desses vídeos e como de fato eles podem criar essa sensação de conexão?

Caso desejem conhecer mais sobre o universo de construção de linguagem e composição audiovisual que comentamos durante o texto, indicamos as seguintes leituras: “A Psicologia das Cores”, de Eva Heller e “O novo manual de fotografia”, de John Hedgecoe.

Referências:

  • BTS (방탄소년단) ‘Stay Gold’ Official MV. https://www.youtube.com/watch?v=9IHwqdz8Xhw
  • HELLER, Eva. A psicologia das cores: como as cores afetam a emoção e a razão.. São Paulo: G. Gilli, Ltda, 2004.
  • PALETA DE CORES NO CINEMA: A ARTE DE COMUNICAR ATRAVÉS DO QUE PODEMOS VER. I9TV, 2018. Disponível em: https://i9tv.com.br/2018/03/26/paleta-de-cores-no-cinema-a-arte-de-comunicar-atraves-do-que-podemos-ver/. Acesso em: 14 jul. 2020.

Glossário:

  1. Temperatura de cor fria: luz com tonalidades azuis.
  2. Temperatura de cor quente:  luz com tonalidades alaranjadas. 
  3. Objetos de cena: Objetos que são acrescidos ao cenário e fazem parte da composição de cena.
  4. Iluminação/luz dura: luz que cria sombras bem definidas.
  5. Superexposta: fotografias ou filmagens muito claras.
  6. Travelling vertical: Movimento de câmera em que ela desloca por um espaço verticalmente (de cima para baixo).

Um comentário

  1. Pingback:“Stay Gold”: Narrativas Audiovisuais – B-Armys Acadêmicas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MUITO MAIS

Bangtan Universe
A Narrativa Visual Na Linguagem Cinematográfica De Matrix No MV N.O do BTS

Acerca de algumas discrepâncias históricas, que não nos parecem estar de acordo com os princípios que tanto falamos e ouvimos em nosso meio social, devemos manter nossas dúvidas guardadas dentro de uma prateleira e esperar elas serem reveladas? Ou ainda devemos manter um senso crítico e questionador, que para uma sociedade moralista, o seu posicionamento seja subjugado como “rebelde e imprudente”?

Leia Mais
Bangtan Universe
Os sonhos de resistência e a Revolução dos Bichos contra as imposições coletivas

Em suma, “A revolução dos bichos” faz críticas à regimes totalitários e aponta a hipocrisia dos governantes que burlam as regras para benefício próprio. Observa-se que o livro demonstra os jogos de poder dos porcos, critica a censura e a manipulação das massas que ocorre com os animais. A educação mostra-se como um fator determinante na sociedade do livro, pois auxilia na compreensão da política e traz mais oportunidades.  

Leia Mais