Jimin lança seu primeiro álbum solo e toma conta dos charts

Escrito por: Lara Felix

Revisado por: Laura Mello

O tão aguardado projeto solo do Jimin já está entre nós. ‘FACE’ ficou disponível nas plataformas digitais na última sexta-feira (24 de março), e com menos de uma semana de lançamento já deixou sua marca nos charts. Ele também presenteou o ARMY com os mv de duas faixas do álbum, “Set Me Free Pt.2” e “Like Crazy”, destacando assim ainda mais sua estreia como artista solo na indústria.

Após o anúncio da pausa nas atividades em grupo e da decisão dos membros de irem para o exército quando finalizarem suas atividades individuais, a expectativa já começou a ser criada sobre como e quando veríamos o lado artístico de cada um. Primeiro tivemos j-hope, com o lançamento do álbum “Jack In The Box”, depois Jin lançou “The Astronaut”, em seguida veio RM com o álbum “Indigo”, e para completar a hyung line, foi divulgada a turnê do SUGA que se inicia no fim de abril, mas que ainda não se sabe se teremos algum álbum saindo do forninho.

Dessa forma, Jimin se tornou o primeiro membro da maknae line a ter um álbum solo, e a preparação começou ao colaborar com Taeyang, do BIGBANG, e lançar a música intitulada “Vibe”, deixando ali um gostinho de quero mais. 

O principal objetivo dos lançamentos solos é mostrar o lado singular e único que cada um deles tem através das músicas, sendo assim, Jimin lança o EP intitulado “FACE”, que tem como conceito mostrar o reflexo de mentes vulneráveis e feridas não expostas. 

Seguindo o calendário divulgado pela BIGHIT Music, no dia 17 de março o single de pré-lançamento juntamente com o music vídeo foi divulgado. A faixa “Set me Free Pt.2” faz parte do gênero hip hop e, em sua letra, Jimin destaca que se sente livre para ser quem ele é, sem mais amarras. O ARMY não poderia receber de outra forma o primeiro single do EP, é notório o entusiasmo dos fãs e a dedicação em tentar desvendar possíveis significados. 

Continuando com o cronograma, no dia 24 de março foi lançado o MV da faixa “Like Crazy” juntamente com a estreia de “FACE” nas plataformas de streaming. Conforme os fãs foram ouvindo todas as faixas presente no álbum perceberam que de certa forma ali o Jimin conta uma história. 

Dominando os charts

Não é uma novidade falar sobre BTS quebrar os próprios recordes nos charts, pois eles já fizeram isso várias vezes como um grupo; porque então individualmente seria diferente? Desde o dia 17 até o dia 24 de Março, “Set Me Free Pt.2” alcançou o recorde de maior estreia de música solo por um ato de K-pop no gráfico global semanal do Spotify, com mais de 21 milhões de streams filtrados. A faixa também estreou na Billboard como tendo o maior número de vendas na primeira semana de 2023. “Like crazy” alcançou mais de 30 #1 no iTunes ao redor do mundo com menos de uma hora de lançamento e ultrapassou “Set Me Free Pt.2” ao se tornar a música de estreia com maior recorde. O Jimin também conquistou o primeiro lugar nos charts como artista emergente da Billboard pela primeira vez e FACE ultrapassou 100 milhões de streams no Spotify

Se isso tudo foi apenas em uma semana, o que podemos esperar das próximas? As atividades de promoção ainda estão acontecendo, até o momento só foi divulgada a entrevista e a performance de “Like Crazyno programa The Tonight Show, do Jimmy Fallon, a participação do Jimin no Suchwita e a Jimin FACE live, no weverse. Então, ainda tem muito conteúdo sobre “FACE” que vai sair, a estreia do Jimin como solista não vai deixar de ser comentada tão cedo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MUITO MAIS

Bangtan Universe
A Narrativa Visual Na Linguagem Cinematográfica De Matrix No MV N.O do BTS

Acerca de algumas discrepâncias históricas, que não nos parecem estar de acordo com os princípios que tanto falamos e ouvimos em nosso meio social, devemos manter nossas dúvidas guardadas dentro de uma prateleira e esperar elas serem reveladas? Ou ainda devemos manter um senso crítico e questionador, que para uma sociedade moralista, o seu posicionamento seja subjugado como “rebelde e imprudente”?

Leia Mais
Bangtan Universe
Os sonhos de resistência e a Revolução dos Bichos contra as imposições coletivas

Em suma, “A revolução dos bichos” faz críticas à regimes totalitários e aponta a hipocrisia dos governantes que burlam as regras para benefício próprio. Observa-se que o livro demonstra os jogos de poder dos porcos, critica a censura e a manipulação das massas que ocorre com os animais. A educação mostra-se como um fator determinante na sociedade do livro, pois auxilia na compreensão da política e traz mais oportunidades.  

Leia Mais